Brasília – O dia 20 de Novembro – Dia Nacional da Consciência Negra, dedicado a memória de Zumbi dos Palmares – poderá ser declarado feriado nacional a partir deste ano, caso a Presidente Dilma Rousseff sancione o Projeto de Lei aprovado nesta quinta-feira (20/10) pelo Senado da República.
A data é reconhecida como feriado e celebrada em cerca de 300 cidades do país, inclusive, nas capitais de Estados como S. Paulo, Rio de Janeiro e Cuiabá.
A celebração do 20 de Novembro em memória a Zumbi começou no final dos anos 1970, em plena ditadura.
Símbolo da resistência
Zumbi, símbolo da luta negra no Brasil, foi o principal líder do Quilombo dos Palmares, em Alagoas, o maior exemplo de resistência negra nas Américas, que demorou de 1.605 a 1.695, até ser sufocada pelo bandeirante Domingos Jorge Velho, contratado por fazendeiros de Pernambuco para acabar com o Quilombo.
O projeto aprovado pelo Senado instituindo o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra (PLS 520/03), é de autoria da ex-senadora Serys Slhessarenko (PT-MT), que não se reelegeu nas eleições de 2010, e propunha apenas a data, mas não o feriado.
Slhessarenko justificou dizendo que sua idéia era criar uma oportunidade para a reflexão sobre o preconceito ainda existente no país. Depois de aprovado, o projeto foi enviado a Câmara, que juntou outra proposta (PLS 302/2004), este sim, propondo o 20 de novembro como feriado.
Outros feriados
Se a Presidente sancionar a proposta, o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra será o nono feriado nacional, somando-se as seguintes datas: 1º de janeiro (Confraternização Universal) 21 de abril (Tiradentes) 1º de maio (Dia do Trabalho) 7 de setembro (Independência do Brasil) 12 de outubro (Nossa Senhora Aparecida (02 de novembro (Finados), 15 de novembro (Proclamação da República) e 25 de dezembro (Natal).
Há ainda quatro datas comemorativas móveis que, embora popularmente conhecidas como feriados nacionais não são reconhecidas na legislação brasileira: Terça-feira de Carnaval, Sexta-feira da Paixão, Domingo de Páscoa e Corpus Christi.

Da Redacao