Fernandópolis/SP – Em evento marcado para a sede da OAB local, toma posse nesta terça-feira (18/10), o Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra de Fernandópolis, cidade da região noroeste de S. Paulo, a 550 Km da capital, próxima a divisa com Mato Grosso do Sul.
Segundo o presidente Evandro Luis Inácio, a criação e a posse do Conselho marca o desdobramento de movimento iniciado em 2006 na região para lutar pela superação do racismo que mantém a população negra discriminada. Fernandópolis tem uma população negra estimada em 19,29% dos seus 65 mil habitantes, de acordo com o IBGE.
Seminário
Após a posse, haverá Seminário de Direito Anti-Discriminatório, com exposições dos advogados Eduardo Pereira da Silva, presidente da Comissão da Igualdade Racial da OAB/SP que falarão, respectivamente sobre o tema “O Racismo no Brasil, políticas afirmativas como forma de combate” e “Discriminação nas Relações de Consumo”.
O outro convidado, Edson França, coordenador geral da UNEGRO (União de Negros pela Igualdade), avisou que não poderá comparecer por “problemas de ordem burocrática”, que tornaram inviável o seu deslocamento de Brasília.
A posse do Conselho que é integrado por 20 membros – 10 representando a sociedade civil e 10 o Poder Público – também contará com a presença do prefeito da cidade, Luiz Villar de Siqueira, do Partido Democratas(DEM), de prefeitos e autoridades dos três Poderes da cidade e da região.
Para o presidente do Conselho de Fernandópolis, a criação do Conselho é uma conquista importante e reflete o interesse crescente das populações negras da região noroeste do Estado em se organizar para reivindicar políticas públicas. “Estamos dando um passo importante”, avaliou.
Além da OAB, o evento tem o apoio da Universidade Camilo Castelo Branco – campus Fernandópolis (Unicastelo).

Da Redacao