Berlim – A Fifa obrigou todos os participantes do Mundial, aberto nesta sexta-feira na Alemanha, a assinar uma declaração similar ao juramento ao qual o COI (Comitê Olímpico Internacional) submete os atletas que disputam a Olimpíada.
Segundo o presidente da entidade Joseph Blatter a declaração “é uma espécie de compromisso a favor da ética e do jogo limpo, e contra o racismo e as apostas”. O dirigente disse que os jogadores, árbitros, técnicos e cartolas terão de assinar o documento.
Blatter revelou ainda que a Fifa estuda a criação um conselho de ética para investigar e tentar prevenir escândalos de corrupção que têm manchado o esporte. “É um grande passo à frente. Com o conselho, nós mesmos poderemos controlar o que se passa com o futebol”, afirmou.

Da Redacao