S. Paulo – Embora apareça na pesquisa em posição de destaque para a sucessão da Prefeitura paulistana, com percentual de votos que variam sempre entre 14% e 15% e ocupando a segunda posição em situação de empate técnico em todos os cenários, o cantor , empresário e vereador do PC do B de S. Paulo foi ignorado pelo jornal Folha de S. Paulo.
Na matéria publicada na edição deste domingo (11/12), assinada pelo repórter Bernardo Mello Franco, o Datafolha – instituto de pesquisas do Jornal – projetou cinco cenários: em quatro, o ex-deputado Celso Russomanno (PRB) lidera com 20%, em empate técnico com o vereador Netinho.
Na série de caricaturas que ilustram a matéria, porém, todos os candidatos são retraados, com exceção do vereador do PC do B.
O esquecimento do Jornal provocou a reação do coordenador geral da UNEGRO (União de Negros pela Igualdade), historiador Edson França (foto). “Estou surpreso com a forma como foi apresentada a pesquisa de intenção de voto para prefeito em São Paulo, pelo jornal Folha de São Paulo, na página A4, domingo, 11 de dezembro de 2011. Dos cinco cenários apresentados Netinho de Paula (PCdoB) aparece em segundo lugar em quatro e terceiro lugar em um. Nesse caso, porque não tem uma caricatura dele como tem de Celso Russumano, Andrea Matarazzo, Guilherme Afif Domingos, José Serra, Bruno Covas, Fernando Hadad e Gabriel Chalita, é o racismo?”, questionou.

Da Redacao