O Fantástico, a revista eletrônica que a Globo leva ao ar todos os domingos, a partir deste, terá apenas apresentadores brancos, com a saída da jornalista negra, Glória Maria, que decidiu afastar-se por dois anos do vídeo para se dedicar a projetos pessoais.
A jornalista integra há 10 anos a equipe que apresenta o programa, fazendo dupla com os jornalistas Pedro Bial e, ultimamente, com Zeca Camargo. Durante esse período foi uma espécie de símbolo do mito da democracia racial na TV brasileira. Além de Glória, a emissora tem apenas um outro jornalista negro em posição de destaque: Heraldo Pereira, que integra a bancada de apresentadores do Jornal Nacional.
No comunicado distribuído, a direção da Central Globo de Jornalismo, dirigida por Ali Kamel, diz que o afastamento ocorreu a pedido de Glória. Nos próximos dois anos, a apresentadora manterá o vínculo profissional, se dedicará a projetos de caráter pessoal, como escrever um livro e se dedicar a aulas de canto, além de viagens de lazer.
A substituta de Glória Maria, já a partir deste domingo, será a jornalista Renata Ceribelli. A partir do dia 06 de janeiro, Patrícia Poeta assume como apresentadora titular, ao lado de Zeca Camargo.
O Programa este ano teve crises de audiência, que culminaram em setembro, quando num domingo atingiu apenas 23 pontos de média no Ibope. Historicamente o programa tem audiência acima dos 30 pontos. Cada ponto do Ibope corresponde a 80 mil expectadores.