Eleita no mês passado em um Seminário que reuniu diferentes correntes e posições do Movimento Negro, em Suzano, Inês, que é professora e ativista da Apeoesp, disse que a coordenação do Fórum, que reúne os nove municípios da região do Alto Tietê, está empenhada na mobilização da sociedade para aprovar o Estatuto.
No sábado (18/08), em nome do Movimento Brasil Afirmativo, ela realizou o II Encontro para discutir a implementação da Lei 1.0639/2003, que obriga a inclusão da disciplina História da África e Cultura Afro-Brasileira na grade curricular das escolas de ensino fundamental e médio. Veja a entrevista.
Afropress – Como o Fórum participará da campanha de coleta de assinaturas em
defesa do Estatuto da Promoção da igualdade racial?
Inês – Cada membro do Fórum será responsável pela coleta de assinaturas em defesa do Estatuto de Promoção da Igualdade Racial. As listas se concentrarão na cooordenação geral do Fórum. Montaremos barracas nas praças para esclarecer
o povo e colher as assinaturas.
Afropress – E quanto a Parada Negra deste ano, como você pretende que o Fórum se envolva?
Inês – Discutirei com os demais membros, para levarmos uma caravana do Alto
Tietê para a Parada Negra.
Afropress – Como liderança do Movimento Brasil Afirmativo, como você pretende que o Fórum se envolva?
Inês – Comparecendo aos eventos que o Fórum desenvolver, fazendo e fortalecendo propostas para o Fórum, além de trazer suas experiências para nos fortalecer. Outra maneira é divulgando as nossas atividades através dos meios de comunicação.
Afropress – Faça as considerações que julgar pertinentes.
Inês – Agradeço em nome do Fórum de Promoção de Igualdade Racial; a oportunidade de estar falando sobre o Fórum e gostaria de poder contar sempre com o apoio da Afropress na divulgação dos nossos eventos.