S. Paulo – A Associação Palas Athena, de S. Paulo, que há 10 anos realiza sempre no mês de abril, a Semana Martin Luther King, com a apresentações artísticas, palestras e vídeo-diálogos, abrirá o 103º Fórum do Comitê da Cultura da Paz no dia 09 de abril, às 19h, no Grande Auditório do MASP, da Avenida Paulista, propondo uma reflexão em torno do Sonho, o célebre discurso do líder dos direitos civis nos EUA.

“Poucos são os discursos que guardam o poder de nos comover após décadas de terem sido proferidos. Entre eles, ainda ecoa o que Martin Luther King ofereceu a centenas de milhares de pessoas reunidas em Washington, frente à estátua de Lincoln, ávidas por encerrar uma longa e dramática história de discriminação racial e vergonhosa impostura – cujos fantasmas ainda estão presentes, mesmo no Brasil”, afirmam os organizadores.

O Fórum acontece no contexto da Semana Martin Luther King, que a Associação promove há 10 anos, sempre no mês de abril e tem o apoio do Consulado dos Estados Unidos, em S. Paulo.

O tema deste ano é “Martin Luther King – I Have a Dream – 50 anos de um discurso que mudou a história. A saudação de abertura será feita pelo cônsul geral dos EUA, em S. Paulo, Dennis Hankins. Serão apresentados vídeos sobre a vida do líder, e haverá palestra da cônsul dos EUA, no Recife, Usha Pitts.

Pitts apresentará as condições históricas que distinguem as relações raciais nos EUA e no Brasil, e tratará do tema do limite da convivência entre brancos e negrus durante a vigência das leis Jim Crow, o  contexto em que viveu Martin Luther King e o que transformou em um líder único.

Também abordará o que se pensava sobre King e seu movimento, e o impacto do movimento dos direitos civis nas modernas relações raciais na América e como diferente completamente do Brasil. A diplomata exporá a estranheza que os negros norte-americanos sentem quando vem ao Brasil e deixam de ser negros e a eleição de Obama e as conclusões a que se pode chegar sobre a igualdade racial nos EUA.

 

 

 

Da Redacao