S. Paulo – O diretor executivo da Educafro, Frei David Raimundo dos Santos, é o principal convidado para a live/entrevista que será promovida nesta quinta-feira (12/08), a partir das 19h, pela Afropress em parceria com o canal +Direitos Humanos, para tratar do controvertido acordo assinado pelo Carrefour com a Educafro e Centro Santo Dias dos Direitos Humanos, em que a rede francesa concordou em pagar R$ 115 milhões à título de indenização pelo assassinato do soldador João Alberto Silveira Freitas, em novembro do ano passado, numa loja de Porto Alegre.

Participarão da entrevista que será mediada pelo jornalista responsável pela Afropress, Dojival Vieira, e pelo coordenador do canal +Direitos Humanos, advogado Rodrigo Sérvulo. Atuarão como comentaristas os advogados André Moreira, ativista dos direitos humanos e militante do movimento negro capixaba, e Onir Araújo, advogado da Frente Quilombola do Rio Grande do Sul. Também foi convidado o presidente do Centro Santo Dias, Luciano Caparroz, porém, o mesmo justificou não poder atender o convite por estar com Covid.

A live/entrevista terá o mesmo formato da ocorrida na semana passada com a participação dos advogados Thiago Tobias e Márlon Reis, da Educafro, Onir Araújo e André Moreira. O acordo assinado pelo Carrefour por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), em que também participaram as Defensorias Públicas do Rio Grande do Sul e da União, o Ministério Público da União e do Rio Grande, e o Ministério Público Federal do Trabalho, continua provocando protestos indignados de lideranças negras, que não aceitam, por exemplo, o fato da família de Beto Freitas ter ficado à margem, e de os protagonistas do acordo terem isentado o Carrefour de responsabilidade no assassinato.

ACOMPANHE