Brasília – Pelo menos na teoria não é por falta de votos que os projetos de interesse da população negra estão parados no Congresso. Só a Frente Parlamentar em Defesa da Igualdade Racial, presidida pelo deputado Carlos Santana, do PT do Rio, é formada por 217 parlamentares – 42,4% do total de 513 deputados.
Embora a maioria seja de partidos de esquerda, como o PT e o PC do B, há também parlamentares de partidos considerados conservadores como o Democratas, o ex-PFL.
Entre os 81 senadores, três são do PT : Paulo Paim, Ideli Salvati, Sibá Machado, respectivamente do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Acre – e um do PC do B – Inácio Arruda, do Ceará. Paim é autor do Estatuto da Igualdade que, depois de ser aprovado por unanimidade no Senado, está parado há mais de um ano porque o presidente Arlindo Chinaglia (PT-SP) ainda não nomeou relator, e da PEC 02/2006, que cria o Fundo de Promoção da Igualdade Racial.
Os Partidos da base do Governo formam a imensa maioria da Frente, com 179 – incluído aí o minúsculo PSC com três deputados – sem contar com outros micro-partidos que também votam com o governo como o PTC, PAN e o PHS, todos com um parlamentar.
Os principais partidos de oposição – o PSDB e o DEM – tem 30 parlamentares na Frente (14 tucanos e 16 “demos”). Os demais partidos como o PV, o PPS e o PSOL, tradicionalmente de oposição ao Governo, tem respectivamente, quatro, três e dois parlamentares cada, num total de 39 deputados. Apenas um parlamentar – Damião Feliciano, da Paraíba – estava sem partido, até o momento da enquete feita pela Afropress.
Pesos-Pesados
Entre os parlamentares da Frente figuram pesos pesados da política brasileira e nomes que freqüentam habitualmente o noticiário, tanto no Governo quanto na oposição. No Governo, deputados como José Genoíno, ex-presidente do PT e João Paulo Cunha, além de Vicentinho, ex-presidente da CUT e amigo pessoal de Lula, todos do PT de São Paulo, estão na Frente.
Ainda que pertencendo ao PSB, partido da base do Governo, a ex-prefeita Luiza Erundina, que mantém uma relação de independência na base, é outro nome de destaque na Frente. Uma outra ex-prefeita, Ângela Amin, de Florianópolis, do PP, também faz parte da Frente. A Frente é também formada pelo presidente da poderosa Força Sindical, o deputado Paulo Pereira da Silva, do PDT/SP.
Ainda na base do Governo, o ex-deputado Ibsen Pinheiro, do PMDB do Rio Grande do Sul, é um dos nomes da Frente.
Na oposição, o ex-presidente da UDR – União Democrática Ruralista – Ronaldo Caiado (DEM-GO), por exemplo, é um dos nomes. Também na Oposição, figuram os tucanos Arnaldo Madeira e Silvio Torres, do PSDB de São Paulo.
Os deputados Fernando Gabeira, do PV do Rio, Chico Alencar e Luciana Genro, respectivamente do PSOL carioca e do Rio Grande do Sul, fazem parte da Frente pela Igualdade Racial.
Entre os parlamentares da Frente da Igualdade Racial, figuram até nomes exóticos, como o de Ratinho Jr., filho do apresentador Ratinho, do PSC paranaense.
Veja as bancadas dos Partidos
PT – 61 deputados
PMDB – 44 deputados
PSB – 17 deputados
PR – 13 deputados
PP – 11 deputados
PDT – 09 deputados
PC do B – 09 deputados
PTB – 07 deputados
PSC – 03 deputados
PTC – 01
PAN – 02
PHS – 01
DEM – 16 deputados
PSDB – 14 deputados
PV – 04 deputados
PSOL – 03 deputados
PPS – 02
Sem Partido – 01

Da Redacao