São Luis/MA – Os índios Gavião da aldeia Riachinho, em Amarante do Maranhão (703 km de São Luís), mantêm, há cinco dias como reféns três funcionários da Secretaria de Estado da Educação.
Os índios liberaram anteontem um motorista da Secretaria e trocaram o funcionário da Funai pela supervisora de educação indígena do Maranhão, Isa do Socorro Pereira Quadros, que havia se deslocado para a aldeia para negociar a libertação dos reféns.
O cacique, Joel Gavião, exige que a Seduc assine um termo de compromisso da entrega de uma nova escola na aldeia. Segundo a Funai, os reféns passam bem.

Da Redacao