S. Paulo – O governador Geraldo Alckmin, o Secretário Estadual da Justiça e Defesa da Cidadania, Hédio Silva Jr. e a Presidente do Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra do Estado, Elisa Lucas Rodrigues, visitarão, neste domingo, 24/07, o Quilombo de Caçandoca, em Ubatuba, Litoral Norte, para apresentar o Plano de metas do Governo para as comunidades quilombolas.
Na reunião com os moradores, o governador e o secretário ouvirão reivindicações dos líderes das Associações de Caçandoca e Camburi, este último reconhecido como área remanescente de Quilombo, por decisão publicada no Diário Oficial deste mês.
O principal problema após o reconhecimento, e que deverá ser levado ao Governador, é a ameaça da perda das terras, por parte de dez famílias das cinqüenta residentes, por conta de uma ação de reintegração de posse iniciada em 1.976. A ação teve sentença favorável por parte do juiz da 1ª Vara de Justiça de Ubatuba, Antonio Manssour Filho.
Alckmin deverá entregar aos moradores de Camburi, o laudo de reconhecimento das terras elaborado pelo Itesp – Instituto de Terras do Estado de S. Paulo.
VEJA O ROTEIRO DA VISITA:
11h00 – Chegada a Comunidade de Caçandoca
11h20/ 12h40
– Apresentação da Comunidade pelo Secretário Hédio Silva Jr. ao Governador;
– Apresentação do Plano de Metas do Governo do Estado pelo Governador;
– Fala do Pres. da Associação de Caçandoca – Sr. Antônio;
– Fala do Pres. da Associação de Camburi – Sr. Genézio;
– Fala do representante da Coordenação Estadual das Comunidades
Quilombolas, Benedito-Ditão;
12h40 – Entrega do Laudo de Reconhecimento de Camburi;
12h50 – Apresentação do Grupo de Fandango da Comunidade de Morro Seco
de Iguape;
13h00 – ALMOÇO
14h00 – Retorno do Governador

Da Redacao