S. Paulo – O presidente da Comissão Municipal de Direitos Humanos, o ex-ministro José Gregori, defendeu ontem, 07/03, ao se reunir com a Comissão da Diversidade da Secretaria do Trabalho, a necessidade de ações conjuntas com os diversos órgãos da Prefeitura incumbidos de implementar políticas públicas em favor dos segmentos vítimas de exclusão, como negros e mulheres.
Segundo o ex-ministro, a adoção de ações comuns envolvendo todos os órgãos que atuam no campo do combate ao racismo e a discriminação de gênero e raça e a portadores de deficiência, em parceria com a Comissão de Direitos Humanos, poderá representar um importante avanço nestas políticas, evitando-se a dispersão, a perda de foco e dando maior eficácia às medidas.
A reunião, que contou com a participação de representantes da Coordenadoria da Mulher, Coordenadoria Especial dos Assuntos da População Negra (CONE) e de representantes das demais Secretarias e autarquias da Prefeitura, aconteceu no auditório da Líbero Badaró, Centro, por iniciativa da Comissão Intersecretarial de Monitoramento e Gestão da Diversidade (CIM-Diversidade), criada pelo Secretário do Trabalho Gilmar Viana.
A Comissão, presidida pelo jornalista Dojival Vieira, tem como objetivo implementar o Programa de Fortalecimento Institucional para a Igualdade de Gênero e Raça, Erradicação da Pobreza e Geração de Emprego e Ocupação (GRPE), da OIT, executado, em S. Paulo, com apoio da Organização e da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir).
Na reunião ficou decidido que a cada três meses será agendado encontro desse tipo para troca de informações, experiências e cruzamento das agendas. A próxima, por proposta do próprio José Gregori, será na primeira terça-feira de maio, dia 02, às 14h30, na Comissão de Direitos Humanos, Páteo do Colégio, Centro.

Da Redacao