S. Paulo – Hélio Santos, a liderança negra mais próxima ao PSDB, amigo pessoal de José Serra e Fernando Henrique Cardoso, será o entrevistado de hoje (04/01) do Programa Provocações da TV Cultura de S. Paulo, conduzido pelo ator Antonio Abujamra. O Programa vai ao ar às 23h30.

Hélio, um dos fundadores do Conselho de Desenvolvimento e Participação da Comunidade Negra do Estado de S. Paulo, ainda no Governo Montoro, em 1.984, é professor universitário e durante a entrevista fez comparação da educação com o futebol.

“Na hora de selecionar jogadores de futebol, você aproveita o talento onde ele estiver […] no futebol, que é uma disputa difícil, o Brasil deu certo. Quando eu falo de futebol, falo de algo que requer inteligência, senso de antecipação, velocidade de raciocínio criatividade, tudo aquilo que um gênio tem. Um país que consegue derrotar europeus cinco vezes e é vice-campeão mais duas, conseguiria também em mais áreas. Agorq vamos falar onde houve restrição, em outras áreas, onde nem todos puderam chegar. A universidade elitista entendia que a excelência era exatamente daquele que pode pagar a escola cara, esse é o resultado do Brasil. Se é que algum dia nós tivemos crise, essa crise passa pelas elites, todas as elites”, afirma.

Questão histórica

Hélio Santos lembrou a questão histórica: “O Brasil fez uma imigração europeia muito importante, apoiou com dinheiro, mas não fez isso com os índios, muito menos com os negros. Esse desajuste está ai. Hoje, no Rio de Janeiro, se fala em violência. São 400 favelas, o Rio em si já contém essa violência, que agora vem atingindo algumas pessoas, mas não há nada mais violento do que o Rio sempre foi: a maior cidade escravista na metade do século XIX. Metade da população era escravizada, o que acha que viria depois? Nós colhemos o que nós plantamos”, concluiu.

Confira a chamada para a entrevista:

http://youtu.be/JbVUzN6nBTY

Da Redacao