Washington – A senadora e ex-primeira dama Hillary Clinton, reconheceu a derrota na corrida para ser indicada a candidata dos democratas à Casa Branca e, como era esperado, declarou apoio a Barack Obama neste sábado (07/06).
Hillary disse que passará todo o seu suporte de eleitores e delegados a Obama, que será o candidato do Partido Democrata a ser referendado na Convenção de Agosto, no Estado de Denver, com grandes chances de se tornar o primeiro negro a Presidência dos EUA.
Apoio
No discurso feito na manhã deste sábado (07/06), a senadora por Nova York disse que “a forma de continuar a nossa luta agora é ajudar de todas as formas, Obama a ser o presidente dos EUA”.
Hillary, seu marido, o ex-presidente Bill Clinton e a filha do casal Chelsea Clinton chegaram ao local do evento em Washington por volta das às 13h40, e foram recebidos como “popstars”.
As primeiras palavras de Hillary, após ser aplaudida por meio minuto sem conseguir falar , foram: “esta não é a festa que eu planejei, mas estou feliz com a companhia de vocês”. “Vocês vão me ver sempre à frente em questões de democracia lutando pelas pessoas.”
Em e-mail que enviou aos apoiadores, Hillary disse que estendia suas “congratulações ao senador Obama e seu apoio à sua indicação”. O gesto consolida a candidatura de Obama, que se torna o único nome na disputa, e atende às pressões do partido pelo fim da prolongada corrida.
“Como eu sempre disse, as diferenças entre mim e o senador Obama são pequenas se comparadas com as que temos em relação ao senador McCain e aos republicanos (…) As apostas são muito altas e a tarefa diante de nós é muito importante para agirmos de outra maneira”, escreve Hillary, indicando o início oficial da nova fase da campanha presidencial de 2008.
Obama terá como adversário na corrida para a Casa Branca, o também senador republicano, John McCain, apoiado pelo atual presidente George W. Bush.

Da Redacao