Salvador – O Plano de Ação Conjunta Brasil/Estados Unidos pactuado na II Reunião entre o Governo Brasileiro e autoridades dos EUA prevê o investimento de US$ 300 mil em projetos até 2010.
Uma parte dessa quantia, segundo o ministro chefe da Seppir, Edson Santos, poderá ser investida no financiamento da capacitação de delegados, escrivães e agentes policiais para lidar com a questão étnico-racial.
O ministro disse que em breve será apresentado um projeto piloto que contemplará, primeiramente, os estados Estados da Região Sul, ainda não definidos. Os projetos terão a participação do Ministério da Justiça, que participou da Reunião, por meio do Coordenador de Modernização das Instituições Policiais do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), Jorge Quadros.
O programa reúne ações de prevenção, controle e repressão da violência com atuação com foco nas áreas sociais e culturais do crime. O público-alvo são pessoas de 15 a 24 anos. Com o objetivo de prevenir a violência entre os jovens negros, no âmbito do Pronasci existe o projeto Farol – Oportunidade em Ação, promovido pela SEPPIR em parceria com o Ministério.
A adoção de um documento com as diretrizes para a apresentação de propostas de projetos com expectativa de financiamento por meio do Plano é outro resultado da III Reunião, encerrado nesta sexta-feira, em Salvador. A IV Reunião está prevista para ocorrer em abril de 2010. Antes, está marcado para fevereiro, em Washington (EUA), um encontro de técnicos para maior detalhamento do Plano.

Da Redacao