S. Paulo – O ativista João Bosco Coelho, 56 anos, deve receber alta ainda nesta sexta-feira (06/09) do Hospital Santana Helena, no bairro da Liberdade, em frente ao Metrô S. Joaquim, onde está hospitalizado desde o dia 30 de julho passado.

Bosco, internado com problemas pulmonares, passou por cirurgia e acabou tendo complicações, inclusive uma parada cardíaca de cerca de 15 minutos. Ele permaneceu por mais de 15 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital, em estado de coma induzido. Os médicos consideram que sua recuperação superou todas as expectativas.

Ontem, já no quarto 1017, preparando-se para a alta médica ele já conseguia fazer brincadeiras com os amigos que o visitaram pela manhã e atender o telefone celular que mantém à cabeceira da cama. “Agradeço aos médicos que cuidaram de mim e a todos os que me deram força”, afirmou ainda com a voz fragilizada.

Nos primeiros dias após sair do Hospital ele ficará convalescendo na casa da filha, Elaine. As pessoas que quiserem visitá-lo ou saber como anda a recuperação, devem ligar para os números 95800-4449 e 96286-5943.

João Bosco foi um dos fundadores do Movimento Brasil Afirmativo e um dos organizadores da Parada Negra de S. Paulo, em 2006 e 2007, que reuniu ativistas e militantes do movimento negro e antirracista desvinculados de partidos e de governos.

Da Redacao