Rio – O jornalista Márcio Alexandre Martins Gualberto (foto), um dos dirigentes do Coletivo de Entidades Negras (CEN) deverá ser submetido a tratamento por células-tronco, o mais avançado nessa área, segundo recomendação médica. Ele voltou ao médico no Hospital do Coração, em Laranjeiras, no início da semana depois de sentir mal em casa. Com isso, a hipótese e a urgência do transplante está, pelo menos por ora, afastada.
“A princípio está descartada a possibilidade de transplante. Mas deverei ter uma vida extremamente regrada daqui para a frente: nada de estresse, nada de cansaço (para que vocês tenham idéia, andar 20 metros hoje me cansa como se tivesse corrido um quilômetro), nada de sal, nada de álcool, nada de nada que faça mal, enfim… Não posso brincar, qualquer desajuste pode significar um infarto fulminante, uma embolia pulmonar”, conta Márcio.
O jornalista está afastado de suas atividades políticas e profissionais desde meados do mês passado, quando sofreu uma ameaça de infarto.

Da Redacao