Curitiba – A justiça do Paraná condenou a Rede de Supermercados Big, de Curitiba (PR) a pagar uma indenização no valor de R$ 25 mil por danos morais a Josefina de Cássia e sua filha, Katherine Eloise Bornanci, vítimas de discriminação racial.
O caso de racismo, de acordo com o site especializado Espaço Vital, aconteceu há 4 anos, no dia 23 de dezembro de 2003. Uma funcionária do supermercado recusou-se a atender Katherine, à época com apenas 13 anos, alegando que o caixa estava fechado, quando, na verdade, continuava atendendo normalmente. Não ficou nisso: ofendeu a menina, que é negra.
A Justiça paranaense concluiu, ao justificar a condenação da rede, que “a discriminação racial sempre velada indiscutivelmente existe no país e deve ser extirpada do pensamento de todo e qualquer brasileiro”.
Os responsáveis pela Rede Big disseram que vão recorrer da sentença ao Tribunal de Justiça do Paraná.

Da Redacao