S. Paulo – A abertura de uma representação da Fundação Palmares, em S. Paulo, foi a reivindicação entregue nesta sexta-feira ao presidente da autarquia ligada ao Ministério da Cultura, Zulu Araújo, durante a inauguração do Campus II, da Universidade Zumbi dos Palmares, na Barra Funda.
Ofício com a reivindicação foi entregue a Zulu, por João Bosco Coelho, representando o Centro Acadêmico Prof. Dr. Jarbas do Nascimento e o Movimento Brasil Afirmativo. No ofício, as lideranças negras lembram que S. Paulo é a cidade com maior população negra fora da África e que o Estado tem a maior população negra do país em números absolutos – 12,5 milhões de afrodescendentes.
Também lembram que a ausência da Fundação Palmares, primeira instituição negra do Estado Brasileiro, em S. Paulo, representa uma lacuna que precisa ser preenchida.
Zulu recebeu o documento e ficou de se reunir nas próximas semanas com lideranças negras do Estado para tratar do tema. A Palmares, embora seja uma instituição nacional, só tem representação em Salvador e no Rio de Janeiro. Tão logo tomou posse Zulu anunciou a intenção de torná-la mais representativa nacionalmente.

Da Redacao