Com um Batuque de Umbigada apresentado por grupos de Tietê, Capivari, Campinas, Jundiái, Araraquara, Sorocaba, Rio Claro e Mogi Mirim, começaram neste sábado (03/05), as comemorações dos 100 anos da Sociedade Beneficente 13 de Maio, de Piracicaba.
No final da umbigada foi servida a tradicional canja do mestre Carlinhos, da Escola de Samba Zoon Zoon. O Batuque de Umbigada, também chamado Caiumba, é uma dança trazida por negros bantus que trabalharam na cultura da cana e do café, em S. Paulo. Em Tietê, Piracicaba e Capivari estão os últimos grupos de batuqueiros, sexagenários que se reúnem algumas vezes durante o ano parra tocar, cantar e dançar.
Terceiro mais antigo
O clube Treze de Piracicaba é o terceiro mais antigo clube negro do Brasil. Fundado em 1.901, com o nome de Sociedade Beneficente Antonio Bento e depois rebatizado para Treze de Maio, em 1.908. Os dois primeiros clubes negros – uma das primeiras formas de associação negra no período do pós-abolição – são o Vinte e Oito de Setembro, de Jundiaí, também S. Paulo, e a Sociedade Beneficente Cultural Floresta Aurora, de Porto Alegre.
Segundo Marly Pimenta, tesoureira do clube que é presidido pelo funcionário público José Luiz Teodoro, o Treze de Maio, tem uma importância não apenas como espaço social dos negros de Piracicaba e de S. Paulo, mas também, no presente, tem o papel de acervo vivo da memória negra de Piracicaba e de S. Paulo.
Segundo o historiador Silvio de Aguiar Souza, na construção da atual sede na Rua 13 de Maio, 1.118, centro de Piracicaba, em 1.948, foi utilizado material de primeira ordem, o forro do salão nobre de celotex, o soalho de tacos, e iluminação do salão de luz fluorescente”. No primeiro baile o traje para homens e mulheres e mulheres foi a rigor.
Comemorações
As comemorações dos 100 anos prosseguem no dia 09 de maio, com o Baile da Rainha, animados pelos DJs Marcelo Rock Ray e Dj Marcelo; dia 10, sábado, às 15h, com a Missa na Igreja São Benedito, seguida por uma Roda de Samba, marcada para as 23h, animada por Juca Ferreira e convidados.
No dia 13, às 19h30, haverá sessão solene, que terá como orador oficial, Natanael Santu, de Campinas, e apresentação de rainhas e princesas negras, sob a animação da Banda União Operária. A programação de aniversário será encerrada dia 17 com um baile de gala, na sede do clube.

Redação. Na foto, apresentação de grupo de Umbigada, de Capivari, interior de S. Paulo.