São Paulo – O Dia Nacional da Consciência Negra já é feriado, em São Paulo, para 50,55% dos cerca de 40 milhões de habitantes do Estado, espalhados em 65 dos 645 municípios, incluída a capital e outros 12 da região metropolitana.
O cálculo das cidades que respeitam o Feriado dedicado à Zumbi dos Palmares foi refeito pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que anteriormente não havia incluído municípios que passaram a considerar o 20 de Novembro feriado a partir deste ano. Pelo cálculo anterior, São Paulo tinha 49 municípios respeitando o feriado e não 65. Até o ano passado, apenas 25 municípios, por decisão de suas Câmaras Municipais, respeitavam a data, que é dedicada à memória de Zumbi dos Palmares, herói do povo negro e brasileiro, cujo nome está inscrito no Panteão dos Heróis da Pátria, junto com Tiradentes.
Entre os 65 municípios paulistas estão a capital, que tem cerca de 11 milhões de habitantes e Guarulhos, com cerca de 1,3 milhões, além de Campinas que tem 1,1 milhão de habitantes.
Na região metropolitana são 12 as cidades, onde as Câmaras Municipais aprovaram leis nesse sentido: Barueri, Itapevi, Embu, Itapecerica da Serra, Franco da Rocha, Francisco Morato, Guarulhos, e as cidades de Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Diadema e Santo André, no ABC paulista.
No Brasil, o Dia Nacional da Consciência Negra, é feriado em 275 municípios dos 5.561 municípios brasileiros – o que significa que será respeitado por 40,3 milhões de pessoas, o equivalente a 21,9% dos 183,4 milhões de brasileiros. Segundo os dados da última PNAD – Pesquisa por Amostra de Domicílio, a população negra corresponde a 49,5% da população brasileira.
No Senado Federal tramita projeto do senador Paulo Paim (PT-RS), transformando o 20 de Novembro Feriado Nacional.
Em São Paulo, ativistas negros e anti-racistas se preparam para realizar a Parada Negra, a partir das 12h, no Vão do MASP, na Avenida Paulista, que realizada juntamente com a IV Marcha, promete ser a maior manifestação anti-racista já realizada no Estado.

Da Redacao