S. Paulo – Militantes e ativistas negros e anti-racistas de S. Paulo se reúnem neste sábado, 29/07, das 10h às 12h, numa sala cedida pelo Conselho da Comunidade Negra do Estado (Rua Antonio de Godói, 122 – Centro) para discutir a proposta de realização da Parada Negra, em S. Paulo, no 20 de novembro deste ano – Dia Nacional da Consciência Negra.
A proposta é fazer um chamado a todos os negros e negras paulistas e aos simpatizantes da Causa de combate ao racismo para saírem às ruas no dia – que é feriado municipal – nos mesmos moldes do que já ocorre em eventos como a Parada do Orgulho Gay, que este ano mobilizou quase três milhões de pessoas.
O local a ser escolhido pode ser, inclusive, a própria Avenida Paulista e, diferente de uma manifestação de caráter político-partidário, a idéia é fazer um ato que seja um mosaico da presença negra no Estado, com música, dança, cultura e, claro, com o conteúdo das aspirações históricas da população negra, como por exemplo, a luta por ações afirmativas e por cotas na Universidade e no mercado de trabalho.
Neste sentido, na reunião de sábado, será discutido a elaboração de um abaixo assinado em favor das ações afirmativas e das cotas, a ser passado em escolas, associações de bairro e de moradores, clubes de dança de salão e universidades por quem se disponha a engrossar o movimento para coletar pelo menos 500 mil assinaturas até novembro. O abaixo assinado será depois entregue as lideranças do Congresso e ao Presidente da República.
A proposta é pegar o Manifesto a favor das Cotas, elaborado por intelectuais e ativistas de todo o Brasil e entregue recentemente ao Congresso, sintetizá-lo e popularizá-lo, explica o jornalista Dojival Vieira, editor de Afropress.
Segundo o jornalista, S. Paulo pode e deve dar um passo adiante na luta por igualdade racial no Brasil e a Parada pode ser o espaço de aglutinação de todos os negros e negras e de seus aliados. “Podemos construir um grande momento do povo negro de S. Paulo, que é a maior cidade negra do mundo fora da África”, concluiu.

Da Redacao