Rio – Realizada no Dia Nacional da Consciência Negra, a XXXI Reunião de Ministros da Cultura do Mercosul deu passos significativos na direção do fortalecimento e integração da cultura afrodescendente na América do Sul. Além da celebração da data, as autoridades reunidas no Rio de Janeiro aprovaram a criação de um Grupo de Trabalho (GT) para conduzir as temáticas indígena e afrodescendente no âmbito do Mercosul e apoiar a realização do III Encontro Afro-latino e Caribenho.
Coordenado por Juca Ferreira, Ministro da Cultura do Brasil, o encontro contou com a participação ativa do presidente da Fundação Cultural Palmares, Zulu Araújo, que provocou os presentes com dados contundentes sobre a realidade da população negra no País.
Estimulados pelas falas dos anfitriões, os ministros e demais autoridades da esfera cultural dos países sul-americanos registraram, em ata, a disposição de efetivar medidas em defesa da cultura de matriz africana.
Ata
Além de “celebrar o Dia da Consciência Negra no Brasil”, o texto da ata final dos trabalhos reafirma “a relevância das manifestações culturais afrodescendentes na formação da identidade cultural da região”; e apoia “a criação de Grupos de Trabalho específicos para as temáticas indígena e afrodescendente no âmbito da Reunião Técnica de Diversidade Cultural do Mercosul, como o objetivo de elaborar propostas e projetos” a serem discutidos pelas autoridades sul-americanas.
Ainda durante os trabalhos, Zulu Araújo apresentou os resultados do II Encontro Afro-latino e Caribenho, realizado em maio deste ano em Salvador (BA), solicitando apoio para o fortalecimento do Observatório afro-latino – no que foi atendido.
Em um dos parágrafos da ata, os ministros registraram a decisão de “apoiar a realização do III Encontro afro-latino e caribenho e solicitar a indicação de pontos focais para a temática afrodescendente, com o objetivo de fortalecer o Observatório afro-latino”.
Outros ganhos
Marcada pela objetividade, a XXXI Reunião aprovou, ainda, duas medidas estruturantes para o trabalho de integração das diferentes instâncias culturais do bloco de países: a criação do Fundo Mercosul Cultural e da Secretaria Técnica do Mercosul Cultural – esta, sediada na Argentina. Da programação preparada pelo MinC constou, ainda, uma visita ao Ponto de Cultura Centro de Cultura e Educação Lúdica da Rocinha.
Participantes
Além das já citadas autoridades brasileiras, participaram da XXXI Reunião de Ministros da Cultura do Mercosul o Ministro da Cultura do Peru, Juan Ossio; o Ministro da Educação e da Cultura do Uruguai, Ricardo Ehrlich; o Vice-ministro de Patrimônio e Indústrias Culturais do Peru, Bernardo Roca Rey; o Cônsul Geral da Argentina no Rio de Janeiro, Eduardo Mallea; o Cônsul Geral da Bolívia, Shirley Ramirez; o Cônsul Geral do Chile no Rio, Samuel Ossa; a Diretora Nacional de Política Cultural e Cooperação Internacional da Argentina, Monica Guariglio; a Diretora Geral do Gabinete da República do Paraguai, Rocio Ortega; e a Encarregada de Relações e Projetos Internacionais do Uruguai, Andréa Vignolo.

Da Redacao