Atlanta – Morreu nesta segunda-feira, Dia de Natal, aos 73 anos, no Emory Crawford Long Hospital de Atlanta (EUA), o cantor James Brown, o “pai do Soul”. O cantor estava internado desde o domingo acometido por uma pneumonia.
Brown era conhecido pela voz potente e movimentos frenéticos e por sucessos como “I Got You (I Feel Good), “Papa’s Got a Brand New Baga”, “Living in America” e “Please, Please, Please”.
Foi um dos músicos norte-americanos de maior influência nos últimos 50 anos, por ter transromado o gospel em rhythm and blues e soul. Teve grande influência no surgimento de estilos como rap, o funk e a música disco. Mick Jagger, Michael Jackson e David Bowie, entre outros, admitiram ter se inspirado no ícone da música negra.
A música “Say it Loud (I’m Black and I’m Proud)” (“Diga alto, sou negro e orgulhoso”), tornou-se hino dos direitos humanos durante os turbulentos anos 1960. A música foi tocada na posse de Richard Nixon na Presidência dos EUA, em 1969, o que prejudicou sua imagem e popularidade entre os jovens negros norte-americanos.
Brown costumava trocar de ternos uma dúzia de vezes durante um show e dançava sem parar no palco durante as apresentações. Gravou mais de 800 canções durante sua carreira, emplacou mais de 119 músicas nas paradas de sucessos e lançou mais de 50 álbuns. Entrou no Hall da Fama do Rock and Roll e recebeu um prêmio Grammy pela carreira musical, em 1992.
Veja o vídeo:

http://showlivre.uol.com.br/videos.php?video_id=24953&conteudo_id=7085&eventoId=2143&video_aberto=S

Da Redacao