Nova York/EUA – Morreu na última quinta-feira (05/04), em consequência de um derrame cerebral sofrido em julho do ano passado, Gilbert Edward “Gil” Noble, o apresentador do programa dominical da WABC-TV New York “Like it is” (Como É, na tradução livre do Inglês) por quase 40 anos. O programa tratava de temas ligados aos afro-americanos e à Diáspora africana.
Noble, nascido no Harlem, em 1.932, ganhou sete prêmios Emmy e entrevistou personalidades da cultura contemporânea norte-americana como Lena Horne, Mohamad Ali, Fannie Lou Hamer, Bill Cosby, Sammy Davis Jr, Andrew Young, Dizzy Gillespie e Stokely Carmichael. Ele também fez entrevistas com o ditador do Zimbabue, Robert Mugabe, e com o Presidente da Jamaica, Michael Manley.
Segundo o correspondente de Afropress, em Nova York, Edson Cadette (foto), o programa apresentado por Noble era um dos mais longos de entrevistas da televisão, apresentando sempre a perspectiva e a experiência dos afro-americanos. “Apesar de ser apresentado somente na área metropolitana de Nova York, o Like it is” atraía uma lista de convidados nacionais e internacionais”, afirma.
Cadette lembra que foi a Noble que Louis Farakhan, o líder do Islam nos EUA, fez declarações inflamatórias que atraíram a fúria de muita gente que reclamava a presença de outros pontos de vista. “Para Noble o seu programa já era o outro lado da questão. Ele chegou a considerar seu programa um antídoto contra os jornais de notícias que eram apresentados das 18h às 23h.”, acrescenta o correspondente.
De acordo com o senhor Noble, “Like it is” era uma plataforma para ideias e perspectivas – especialmente para os negros. Segundo ele, esta perpectiva estava faltando na midia em geral. Entre seus entrevistados estavam tambem pessoas de destaque do continente africano e tambem caribenho, como o ditador Robert Mugabe e o presidente da Jamaica, o senhor Michael Manley
Noble começou sua carreira como repórter na estação de rádio WLIB, em 1.962. Em 1.967, após os distúrbios raciais no contexto do movimento dos direitos civis, foi contratado pela Rede ABC. Antes de de assumir o posto de âncora, do programa, em 1.975, ele chegou a trabalhar como correspondente, em 1.968.

Da Redacao