Teresina/Piauí – Um acidente – a queda de uma cama no hospital onde estava internada para uma cirurgia de retirada da vesícula – causou a morte de uma das mais importantes líderes negras do Piauí: Valcirana Vieira Maia, 39 anos, líder do Grupo Esperança Garcia. Ela morreu nesta sexta-feira (14/03).
Valcirana foi velada em sua casa, no bairro Monte Castelo, zona sul da capital e enterrada na manhã deste sábado (15/03). Segundo conta a jornalista Liana Paiva, de Teresina, o acidente aconteceu quando Valcirana levantou-se para ir ao banheiro e, na queda, bateu com a cabeça no chão.
A ativista foi velada por parentes e amigos, entre as quais, a presidente da Fundação Cultural do Piauí, Sônia Terra. O jornalista e radialista Humberto Coelho, no velório, lamentou a morte da ativista. “Conheci a Valcirana há mais de 20 anos e fico muito triste com esta notícia. Era uma pessoa alegre e de força que atuava em prol da causa negra”, afirmou.
O jornalista Márcio Alexandre Martins Gualberto, dirigente do Coletivo de Entidades Negras e colunista da Afropress, também lamentou a morte de Valcirana. “Estamos todos chocados! Que dor!! Uma dor profunda!! Valcirana era minha amiga, nos falávamos quase que diariamente”, afirmou.
O Coletivo de Mulheres Negras Esperança Garcia é uma entidade que trabalha no combate à discriminação e ao preconceito racial, em especial voltado para as mulheres. O nome é uma homenagem à escrava Esperança Garcia que foi a primeira a peticionar no país. Ele escreveu uma carta, em 1770, falando das crueldades que os negros eram submetidos à época da escravidão.

Da Redacao