O Museu Afro Brasil, que passou a ser gerido pelo Estado por meio de uma OS – Organização Social – está promovendo seleção de pessoal para ampliar o quadro de funcionários. Entre as vagas oferecidas estão coordenador do núcleo de educação, assikstente de educação, educador, assistentativa administrativo, coordenador do núcleo de gestão financeira, coordenador de produção, recepcionista, analista de faturamento, especialista em conservação e restauro, museólogo, assistente de curadoria, bibliotecária, entre outros.
O Museu – uma criação do curador, escultor, pintor, gravador e designer gráfico, Emanoel Araújo – passou por momentos críticos e chegou a correr o risco de ser fechado por falta de recursos para sua manutenção. Conseguiu manter as portas abertas graças a apoio de empresas, como a Petrobras.
No início do ano, as gestões envolvendo a direção do Museu e o Governo do Estado avançaram para o modelo de gestão adotado, que prevê a reformulação da sua direção e funcionamento. Araújo passa a ocupar cargo de direção. A ex-ministra Matilde Ribeiro também fará parte do Conselho.
Acervo
O Museu Afro Brasil é um museu histórico, artístico e etnológico, voltado à pesquisa, conservação e exposição de objetos relacionados ao universo cultural do negro no Brasil. Localiza-se no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, no “Pavilhão Padre Manoel da Nóbrega” – edifício integrante do conjunto arquitetônico do parque projetado por Oscar Niemeyer na década de 50.
Inaugurado em 2004, o Museu Afro Brasil é uma instituição pública, subordinada à Secretaria Municipal de Cultura e administrada por uma organização da sociedade civil.
Conserva um acervo de aproximadamente 4 mil obras, entre pinturas, esculturas, gravuras, fotografias, documentos e peças etnológicas, de autores brasileiros e estrangeiros, produzidos entre o século XV e os dias de hoje. O acervo abarca diversas facetas dos universos culturais africano e afro-brasileiro, abordando temas como a religião, o trabalho, a arte, a diáspora africana e a escravidão, e registrando a trajetória histórica e as influências africanas na construção da sociedade brasileira.
O museu também oferece diversas atividades culturais e didáticas, exposições temporárias, conta com um teatro e uma biblioteca especializada. Os interessados deverão encaminhar seu currículo ao Museu, por e-mail [email protected] , por correio ou pessoalmente (Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – Parque Ibirapuera – São Paulo – CEP 04094-050), até o dia 30 de julho.

Da Redacao