Washington – Duas semanas é o tempo que ficará suspenso o locutor Don Imus, da cadeia NBC, dos Estados Unidos, por declarações racistas com as quais se referiu a integrantes de uma equipe de basquete de Washington. A decisão foi comunicada pelo próprio presidente da NBC, Steve Capus, qualificando os comentários de Imus de “racistas e horríveis”. O locutor racista se referiu às mulheres da equipe de basquete, na sua maioria negras, como “mulherzinhas de cabelo sujo e espesso”.
A suspensão foi aplicada, mesmo com Imus pedindo desculpas em um programa de rádio dirigido pelo reverendo negro Al Sharpton. Sharpton pediu sua demissão da NBC. Em Chicago, o reverendo Jesse Jackson, ex-pré-candidato democrata à Presidência dos EUA, liderou uma manifestação para exigir a demissão de Imus. Também Julian Bond, presidente da Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor, um grupo que defende os direitos das minorias, manifestou que “já é hora que o tirem do ar”.
“Enquanto haja um público atraído por seu racismo e os políticos e os comentaristas tolerem esse racismo, Don Imus continuará com sua apologia do preconceito” , acrescentou. O programa do locutor racista é transmitido conjuntamente por centenas de radioemissoras de todo o país.

Da Redacao