Neste final de semana, no Rio, alguém vai fazer a sua cabeça. Trançadeiras de todo o Rio, reunidas pela ONG estimativa também estarão no 1º Fórum Cultural Negro em Cena, encontro aberto a todas as etnias com o objetivo de valorizar a contribuição negra no âmbito intelectual, artístico e social no processo de construção da identidade brasileira.
Estão previstos debates, oficinas, lançamento de livros, gastronomia e shows com AfroReggae, Preta Gil, Rita Ribeiro e Farofa Carioca. Abdias Nascimento, Dona Ivone Lara, Joel Zito Araújo e Gilberto Gil, serão as personalidades negras homenageadas com o troféu “Negro em Cena”, criado pela artista plástica Iléa Ferraz.
A ONG Estimativa terá um stand ao lado de outras empresas e instituições. O visitante poderá escolher um estilo de trança e sair produzido para participar da programação do Fórum, por apenas R$ 20,00. Também no stand o visitante conhecerá a trajetória da Estimativa pelo seu trabalho na realização, divulgação e promoção de eventos sócio-culturais.
Segundo Jana Guinod, coordenadora da Estimativa, a proposta é ir além da questão estética e ressuscitar essa tradição africana como um valor imaterial da humanidade. Ela disse que a entidade está fazendo o cadastro de todas as trançadeiras cariocas, que estão soltas na comunidade. “Agente quer unir todas elas, e através disso ter informações, troca de experiências. As nossas trançadeiras são as nossas artesãs capilares e também responsáveis pela manutenção da nossa resistência cultural”, afirma.
O 1º Fórum Cultural Negro em Cena acontece das 14h às 24h, na Marina da Glória (Av. Infante Dom Henrique s/n – Rio).
Veja o Vídeo.

http://www.youtube.com/watch?v=4ygCDe0zzWQ