São Paulo – No Brasil da “democracia racial” pretos e pardos (negros) ganham, em média, menos 40% das pessoas brancas, segundo a Síntese dos Indicadores Sociais/2007, do IBGE, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas – IBGE – nesta quinta-feira (28/09), um dia depois que as lideranças do Fórum SP da Igualdade Racial, estiveram em Brasília para cobrar das autoridades dos três Poderes da República a votação imediata do Estatuto da Igualdade Racial, do PL 73/99 (que cria cotas no acesso às Universidades) e da PEC 02/2006.
Segundo o Estudo – uma análise das condições de vida da população brasileira nos últimos dez anos – os rendimentos de pretos e pardos são menores que os dos brancos, mesmo quando considerados os chamados rendimentos-hora de acordo com grupos de anos de estudo.
Negros e pardos representam 73% entre os mais pobres do país e somente 12% entre os mais ricos. O Estudo foi elaborado na maior parte com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/2006).

Da Redacao