S. Paulo – A Pesquisa do Instituto Ethos e Ibope também mostra que o contingente de negros na população brasileira cresceu 3,1 pontos percentuais entre 2004 e 2009. Em 2004, a proporção de pretos era de 5,9%: em 2009, passou a 6,9%, com aumento de 1 ponto percentual.
A proporção de pardos era de 42,1%; passou a 44,2% com aumento de 2,1 ponto percentual. Somados pretos e pardos já são maioria no país: pularam de 48% para 51,1%, o que, em números absolutos representa 98 milhões de pessoas.
Por sua vez, a população branca, no mesmo período decresceu de 51,4% para 48,2% o que, em números absolutos, significa 92,5 milhões de pessoas.
A pesquisa também aponta dados do Anuário dos Trabalhadores editado pelo DIEESE, segundo os quais os negros (pretose pardos), formam 46,5% da população economicamente ativa e 45% da população ocupada.

Da Redacao