O vídeo disponível abaixo é de 16 de junho do corrente ano – cinco dias após a assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e dois dias após a disponibilização dos R$ 40 milhões para o Comitê de Diversidade do Carrefour, capitaneado por subcelebridades tais como, Silvio Almeida e companhia limitada, a serviço do marketing para aliviar a barra da multinacional francesa e do rentismo.

Destaco a importância do protagonismo do Dojival, incansável em promover esse encontro tão potente e horizontal que homenageia a boa prática abolicionosta de uma Advocacia de combate e conectada com a necessária luta por Justiça e pela libertação de nosso Povo.

A distribuição da Ação Civil Pública em 30 de Setembro,  e também nos casos do Assaí e Zara, bem como, as perspectivas dos casos do Atacadão e Atakarejo na Bahia, no Espírito Santo e no Maranhão revelam a potência dessa atuação, com impactos no Judiciário e no próprio Movimento Social Negro e Social.

Não há mais dúvidas sobre a desastrosa atuação do Educafro e entidades satélites, nem tampouco sobre o fato de que  afrontam e ferem a trajetória histórica de luta do nosso Povo, desrespeitam o acúmulo coletivo, em especial, na importante alteração na Lei das Ações Civis Públicas com a definição do controle social da destinação de recursos oriundos de tais a ações .

O acolhimento da SOEUAFROBRASILEIRA e do COADE, que agora se amplia, revela o acerto dessa singela e potente atuação e com a qualificação sucessiva de nossas peças e atuação.

Os desafios são grandes para 2.022, mas, para nós, de fato, as coisas nunca foram fáceis nesses 521 anos.

Mas apesar de tudo, como nossas almas não são pequenas, tenho certeza que estamos a altura dos mesmos. Extremamente grato por esse encontro e contem comigo para seguirmos.
Forte abraço e que venha 2022 e uma passagem de ano feliz com quem amamos e cuidamos.

https://youtu.be/rAf7UI1sgiI

Onir Araújo é Advogado da Frente Quilombola/RS e do Coletivo Cidadania, Antirracismo e Direitos Humanos