S. Paulo – O Conselho de Desenvolvimento e Participação da Comunidade Negra de S. Paulo – principal órgão de representação da população negra – criou uma Comissão de Notáveis para fazer a triagem de nomes para o mandato dos próximos quatro anos, que deverão ser submetidos ao Palácio dos Bandeirantes. Os nomes serão enviados ao Secretário José Henrique Reis Lobo, da Secretaria de Relações Institucionais, a quem o Conselho está subordinado.
A Comissão é formada pelos irmãos Antonio Carlos (Billy) e Rosângela Malachias e mais por Arthur Xavier, subprefeito da Cidade Tiradentes, Luiz Eduardo Batista e João Bosco Coelho. Na primeira reunião realizada nesta quarta-feira (02/05), a triagem resultou na escolha de 22 nomes -sete da Capital e 15 do Interior. Outros dez serão indicados por Secretarias do Governo.
Os critérios não foram divulgados, mas sabe-se que, a atual presidente, Elisa Lucas Rodrigues, dirigiu o processo de modo a obter maioria dos votos para sua reeleição. A escolha dos nomes refletiu uma composição entre o PSDB e o PT, representado por Washington Lúcio Andrade, coordenador da Assessoria da administração petista de Araraquara.
Entre os tucanos o nome de maior expressão é o da própria Elisa Lucas, do grupo do ex-governador Geraldo Alckmin. Ela garante que não interferiu na escolha dos indicados.
Os nomes dos prováveis novos conselheiros indicados pela Comissão de Notáveis são: Acácio Sidnei Almeida dos Santos, Anair Aparecida Novaes, Carlos Augusto dos Santos, Davilson Nascimento dos Santos, João Carlos Benício, Marco Antonio Batista e Rosângela Aparecida Manoel, representando a capital.
Os quinze nomes do interior são: Celso Roberto Paulo, Claudete de Souza Nogueira, Eginaldo Marcos Honório, José Humberto Henrique Dias, Jurandir Silvestre, Marco Antonio Costa, Marco Antonio dos Santos, Maria Cecília Galvão Batista, Paulo César Pereira de Oliveira, Pérola Monteiro dos Santos, Silvia Helena Seixas Alves, Sueli Aparecida Gonçalves, Terezinha de Oliveira M. Costa e Washington Lúcio Andrade.

Da Redacao