Rio – A Ordem dos Advogados do Brasil, subseção do Rio, divulgou Nota Pública em que garante que não medirá esforços para fazer cessar práticas desumanas de execução sumária daqueles que se dedicam à defesa dos Direitos Humanos e zelará para que situações como o assassinato da advogada Isabel Cristina Santos Machado – executada na semana passada dentro de sua própria casa – seja apuradas e os responsáveis pelo crime punidos.
Segundo o presidente da OAB/Rio, Wadih Nemer Damous Filho, que assina a Nota junto com o Presidente da Comissão de Igualdade Racial, o ex-deputado Marcelo Dias, o crime “não intimidará a atuação do Estado brasileiro e de toda a sociedade no combate ao crime organizado no país e ao combate sistemático da violência contra a mulher e ao racismo em nosso país”.
Leia, na íntegra a Nota da OAB/Rio
A Ordem dos Advogados do Brasil e a Comissão de Igualdade Racial ( CIR/OAB-RJ), se sensibilizam com a morte da Advogada Isabel Cristina Santos Machado, assassinada dentro de sua casa, dia 17/02, Sexta-Feira, em Cabo Frio , Rio de Janeiro.
A Dra. Isabel Cristina Santos Machado, que sempre se orgulhou de carregar a marca de guerreira Advogada -mulher – negra como prova em seu mister profissional, sendo um exemplo do cumprimento de seu papel e função social, prerrogativa concedida pela Constituição Federal à Administração da Justiça, na defesa de seus assistidos e também membro do movimento negro .
Esse crime não intimidará a atuação do Estado brasileiro e de toda a sociedade no combate ao crime organizado no país e ao combate sistemático da violência contra a mulher e ao racismo em nosso país. Trata-se de mais uma afronta ao Estado Democrático de Direito e mais um ataque a defensores de Direitos Humanos no Brasil.
A Ordem dos Advogados do Brasil e a Comissão de Igualdade Racial ( CIR/OAB-RJ), não medirão esforços para fazer cessar práticas desumanas de execução sumária daqueles que se dedicam à defesa dos Direitos Humanos e zelará para que situações como esta sejam investigadas de forma célere e efetiva … Que os assassinos sejam severamente punidos com o rigor da Lei!
A Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Estado do Rio de Janeiro e a Comissão de Igualdade Racial, na pessoa dos amigos e membros consternados, repudia tal barbárie, se solidariza com seus familiares enlutados.
Rio de Janeiro, 23 de Fevereiro de 2012.
WADIH NEMER DAMOUS FILHO
Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção do Estado do Rio de Janeiro
MARCELO DIAS
Presidente da Comissão de Igualdade Racial – Seção do Estado do Rio de Janeiro

Da Redacao