Ralleigh/Carolina do Norte – Com mais 91 delegados conquistados contra 79, da ex-primeira Hillary Clinton, o senador Barack Obama, confirmou a dianteira na corrida pela indicação do Partido Democrata às eleições americanas de 4 novembro, vencendo nas primárias da Carolina do Norte e perdendo por pequena margem no Estado da Indiana.
Segundo a CNN, Obama agora tem 1.836 delegados contra 1.681 de Hillarry. Para o colunista de Afropress, Edson Cadette, com os resultados da Carolina do Norte e Indiana, Obama praticamente confirmou sua indicação para ser o candidato do Partido Democrata na convenção que acontece em Agosto. Hillary, de acordo com Cadette só terá chances “se houver tapetão, porque os superdelegados (delegados que fazem parte da máquina partidária e não são escolhidos nas primárias ou cáucuses) tenderão a acompanhar a tendência do voto popular em que o senador Negro desde o início se saiu melhor”.
O que é certo, para Cadette é que, faltando apenas quatro Estados, todos pequenos, e sendo necessários 2.025 delegados, nenhum dos dois candidatos atingirá esse número, o que, definitivamente coloca a decisão na mão dos superdelegados.
Resultados
Na Carolina do Norte, Obama teve 56% dos votos contra 42% de Hillary; em Indiana, a ex-primeira dama teve 51% contra 49% de Obama, vantagem de apenas 2 pontos percentuais. No discurso de comemoração, em Ralleigh, capital da Carolina, o senador por Illinois chamou a unidade como forma de atrair os eleitores de Hillary, uma vez consagrado candidato. “Nós pretendemos marchar como um Partido Democrata único, unido por uma visão comum deste país. Nós não podemos dar a John McCain a chance de servir em um terceiro mandato de George W. Bush”, ressaltou.
Obama destacou ainda no discurso que o resultado da primária na Carolina foi uma vitória contra “as políticas de divisão e as políticas de distração”. “Obrigado, agora é velocidade máxima rumo à Casa Branca”, disse ao agradecer aos eleitores.

Da Redacao