Não posso perder a oportunidade de parabenizá-lo caro amigo Dojival, a você, minha diretora e querida amiga Dolores e toda equipe de Afropress pelo trabalho competente, sério, obstinado, empreendido sem qualquer forma de apoio e que preenche uma lacuna com a qual nenhum movimento social prospera num país continental como o Brasil: a comunicação.

Paulatinamente Afropress foi afirmando sua identidade como órgão de comunicação, de articulação com a grande imprensa e mesmo de pressão política conforme vimos em várias oportunidades nas quais Afroprees foi fundamental para a repercussão social de posições do Movimento Negro.

O interesse coletivo que pauta a linha editorial de Afropress exige que cada um de nós empreenda ações concretas voltadas para o crescimento e a sustentabilidade deste valioso instrumento de comunicação e interação dos negros e negras brasileiros.

           

 

 

 

 

Hédio Silva Jr.