S. Paulo – O presidente do Sindicato dos Comerciários de S. Paulo, Ricardo Patah, encerrou o Seminário “Capacitação de Dirigentes Sindicais do Comercio sobre a Questão da Igualdade de Oportunidades da População Negra”, reafirmando o compromisso da categoria com a luta por igualdade racial.
O Sindicato foi o pioneiro na assinatura de acordos coletivos que garantiram a adoção de cotas por empresas como as Camisarias Colombo, Rede Marabrás, Casas Bahia e a rede de supermercados Extra. Na abertura, na quarta, além da palavra de sindicalistas da Força Sindical e da CGT, os participantes ouviram o empresário Nelson Keirallah, das Camisarias Colombo, empresa pioneira na adoção de cotas. Segundo o empresário, 28% de seus funcionários são afrodescendentes e nos níveis de gerência não há discrepância salarial.
O Seminário, que reuniu dirigentes de Estados como a Bahia, Ceará, Paraná e de cidades do interior de S. Paulo, foi encerrado nesta quinta-feira, depois de discussões e palestras sobre a temática no Hotel Eldorado, centro de S. Paulo.
Segundo, Cátia Uehara, do DIEESE, coordenadora do evento, que teve o apoio da AFL-CIO, central sindical norte-americana, as discussões atingiram plenamente os objetivos como demonstraram os depoimentos de vários dirigentes no encerramento, satisfeitos com o nível das exposições.
Além de palestras, os participantes ouviram exposições de técnicos da OIT, do Instituto Ethos de Responsabilidade Social e da Comissão Intersecretarial de Monitoramento e Gestão da Diversidade, da Secretaria do Trabalho.

Da Redacao