S. Paulo – A Pesquisa Datafolha, que apontou percentuais de até 26% da população com idéias racistas, também identificou que tais idéias estão relacionadas ao nível de escolaridade e a faixa etária: quanto menor a escolaridade e maior a faixa etária, maior a associação com frases como “Se deus fez raças diferentes é para que elas não se misturem”, “Negro, quando não faz besteira na entrada, faz na saída”, “As únicas coisas que os negros sabem fazer bem são música e esporte” e “Negro bom é negro de alma branca”.
A pesquisa mostrou que os racistas abertamente assumidos – ou seja, têm preconceito anti-negro – correspondem a 3% da população brasileira – o equivalente a cerca de 550 mil pessoas.
Alma branca
Por exemplo, o percentual de pessoas que concordam com essa última frase (“Negro bom é negro de alma branca”) chega a 37% dos que tem nível de ensino fundamental; cai para 18% dos que ensino médio e estaciona em 12% dos que têm educação superior. Em relação à faixa etária, correspondem a 19% entre os jovens de 16 a 25 anos, a 23% dde 26 a 40 anos e a 34% nas pessoas com 41 anos ou mais.
Inferioridade
Entre os 20% que acham que “As únicas coisas que os negros sabem fazer bem são música e esporte”, 31% tem nível fundamental, 11% ensino médio e 5% superior; na faixa etária, correspondem a 13% entre os que têm de 16 a 25 anos, 17%, entre os que têm de 26 a 40 anos; e 27%entre os que tem 41 anos ou mais.
Os 10% que concordam com a idéia de que “Negro quando não faz besteira na entrada, faz na saída”, 13% são do ensino fundamental, 7% do ensino médio e 5% têm nível superior. Eles são 10% dos que estão na faixa etária entre 16 e 25 anos; 7% de 26 a 40 anos; e 12% com 41 anos ou mais. Nesse caso, não há diferença entre os mais jovens e os mais velhos, tendo em vista que a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais.
Não mistura
Para quem concorda que “se Deus fez raças diferentes é para que elas não se misturem”, correspondente a 9% dos entrevistados, 15% têm nível de ensino fundamental, 6% de ensino médio e 4% ensino superior, enquanto que em termos de faixa etária, correspondem a 8% dos que têm de 16 a 25 anos, 8% dos que têm de 26 a 40 anos e 12% dos que tem 41 anos ou mais.

Da Redacao