Bauru – O jovem negro Anderson Dias, de 19 anos, portador de necessidades especiais foi agredido e ferido por policiais militares no dia 13 passado, no interior do supermercado Panelão, na zona leste da cidade.
A denúncia foi feita pelo Conselho da Comunidade Negra de Bauru, ao Comando da Polícia Militar do Estado e ao Secretário da Justiça e Defesa da Cidadania, Hédio Silva Jr.
Os policiais suspeitaram que Dias estivesse portando uma arma e o abordaram usando de violência e causando ferimentos no rapaz.
Segundo Roque Ferreira, presidente do Conselho há um grupo de policiais truculentos em ação, fazendo bicos como seguranças de supermercados. “Eles desrespeitam as pessoas especialmente os pobres e negros”, afirmou.
O Comando da PM abriu Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar o caso. No final de maio, em outro supermercado da cidade – o Paulistão, um outro jovem negro também foi acusado de roubar um chinelo. Levado à Delegacia provou ter comprado a mercadoria em outro estabelecimento, o que provocou uma manifestação de protesto contra o racismo em frente ao supermercado.

Da Redacao