S. Paulo – O Ministério Público e o Departamento Estadual de Investigações Criminais de S. Paulo apreenderam 1.680 exemplares do livro “Protocolo dos Sábios do Sião”, texto apócrifo (há quem diga tratar-se de uma fraude) ofensiva ao povo judeu. A apreensão ocorreu na última quarta-feira, 18/01, na Editora Centauro, zona norte de S. Paulo.
O livro começou a ser divulgado no início do século 20, durante o regime czarista na Rússia e descreve um plano de dominação global pelo povo judeu. É citada por vários grupos anti-semitas.
Um dos donos da Editora , Adalmir Caparros, classificou como “violência” o recolhimento dos volumes, porém, admitiu que conhece superficialmente o texto.
Um dos trechos do livro afirma que “os judeus esmagarão e escravizarão pelo assassínio e o terrorismo cada um dos povos da Europa”.
Não é a primeira vez que exemplares dos “Protocolos dos Sábios do Sião” são apreendidos pela Polícia. Em 1.997, a Justiça do Rio apreendeu a obra um estande da distribuidora Irradiação Cultural, na 8ª Bienal do Livro realizada na capital do Estado.

Da Redacao