S. Paulo – Seis pessoas foram detidas por suspeita de terem ficha de crimes de racismo, na manifestação realizada neste sábado (09/04), no MASP, na Avenida Paulista, em defesa das declarações racistas de homofóbicas do deputado Jair Bolsonaro, do PP do Rio.
Segundo a delegada Margarette Barreto, da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (DECRADI), alguns dos detidos usavam camisetas com a palavra “skinhead”. Durante a manifestação houve tumulto, a Polícia Militar foi acionada e fez um cordão de isolamento para evitar agressões com outro que protestava no mesmo espaço contra as declarações do parlamentar, considerado o porta-voz da extrema direita militar.
Segundo a Polícia, cerca de 150 pessoas participaram dos protestos. Os detidos foram liberados, porém, a delegada Margarette Barreto informou que a Polícia continuará investigando a participação dos pró-Bolsonaro em outros casos de defesa do ódio racial e da intolerância.

Da Redacao