1.Ufa!!!

2. Tivemos sorte. O Brasil foi um bando; o Chile, um time.

3. Não temos padrão de jogo. Nunca vi uma seleção brasileira tão ruim disputando uma Copa do Mundo. Um time que se preza não pode jogar à base de chutões. O meio-campo é fundamental.

Mas na nossa seleção a bola não passa por ali. É verdade que não temos bons jogadores nessa posição. Mas isso não justifica que se jogue à base da ligação direta entre defesa e ataque. Esse problema é responsabilidade do Felipão.

4. O Chile morreu fisicamente e perdeu Vidal, seu melhor jogador, que já tinha entrado em condições físicas precárias. Mas poderia ter matado o jogo no segundo tempo, quando passamos a maior parte do tempo torcendo para a partida acabar. Seu time é muito mais organizado do que o nosso.

5. Temos goleiro, dois grandes zagueiros, um cabeça de área desconhecido que está fazendo uma boa Copa, e Neymar (que sumiu no segundo tempo e na prorrogação). O resto poderia compor uma equipe, caso ela tivesse padrão de jogo. Não tem. Aí, fica patente sua fragilidade. Oscar, com aquela cara de menino que sofre bullying, tem que comer muito feijão para jogar uma Copa. 

6. Felipão, como técnico, é um bom motivador. Não passa disso. Não tem boa leitura do jogo. Mexeu sempre mal. Trocar Fred, uma nulidade, por Jô, outra nulidade, foi a confissão de sua cegueira. O problema não estava ali, mas no meio-campo. 

7. Podemos até ganhar do vencedor de Colômbia e Uruguai, que não são melhores do que o Chile. Mas com esse joguinho, não passaremos da semifinal.

8. De resto, vamos torcer para um milagre.

Cid Benjamin