Não é de todo improvável que as convenções municipais venham consagrar nomes que estão na boca e na cabeça dos convencionais de cada partido que deseja participar do pleito eleitoral de 5 de outubro vindouro, visando levar o seu candidato na disputa que terá como objetivo ocupar a cadeira nº 1 do Banespinha, ali na Praça do Patriarca, mas até lá muita água ainda vai correr pelo Tamanduateí ou Tietê.
Na capital paulista a disputa deve ser acirradíssima e a movimentação é muito grande para que os nomes em evidência sejam consolidados a partir das convenções e ou sejam aproveitados como candidatos a vice-prefeito nas possíveis coligações e ou alianças que deverão surgir.
Paulo Maluf ou Celso Russomano (PP), Eduardo Joaquim (PMDB), Luiza Erundina (PSB), Romeu Tuma ou Ricardo Izar (PTB), Marta Suplicy (PT),Paulinho da Força (PDT), Gilberto Kassab (DEM), Ivan Valente (PSOL), Geraldo Alckmin (PSDB), Aldo Rebelo (PCdoB), Régis de Oliveira (PSC), são os nomes que estão colocados no tabuleiro político da disputa eleitoral que se aproxima.
Mas até a realização das convenções partidárias as demarches prosseguem ávidamente com conversas e reuniões para definir o que é mais interessante para os partidos políticos a nível municipal, alianças e ou coligações para o lançamento de candidatos à Prefeito de São Paulo, sem perder de vista que o pleito de outubro é decisivo para que uma ampla visão possibilite a fixação de nomes para o pleito de 2010, a nível federal e estadual.
As direçções nacionais dos partidos estão com os olhos voltados não só para a disputa eleitoral nas principais capitais do país, como São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador, Curitiba, Recife, mas também em grandes cidades chaves de regiões políticas e ou administrativas de cada Estado, como Santos, onde o nome do atual prefeito João Paulo Tavares Papa (PMDB) desponta como imbatível, Guarujá, onde o atual prefeito Farid Madi (PDT) também disputa a reeleição, Cubatão onde vem conquistando inúmeros apoios o nome do jornalista Dojival Vieira (PCdoB), estas cidades, importantíssimas da Baixada Santista, Campinas que tem o nome do atual prefeito Hélio de Oliveira Santos (PDT) como promessa de reeleição, Americana com o deputado federal Vanderlei Macris (PSDB) despontando como imbatível e Osasco na Grande São Paulo, onde o deputado federal Francisco Rossi (PMDB) figura confortavelmente como o nome mais lembrado para a disputa sucessória.
No momento o quatro é este, mas como diz o velho refrão: eleição e mineração, só depois da apuração.
* Título original do artigo: “SÃO PAULO: já são conhecidos alguns Pré-Candidatos à Sucessão Municipal.

Antonio Lúcio