S. Paulo – Será nesta sexta-feira, 24/11, às 12h, no auditório do 7º andar da Prefeitura, a assinatura do Decreto que cria o Selo Diversidade Cidade de S. Paulo, pelo prefeito de S. Paulo, Gilberto Kassab.
O Selo é uma iniciativa da Secretaria do Trabalho, por intermédio da Comissão Intersecretarial de Monitoramento e Gestão da Diversidade (CIM-Diversidade), que implementa no âmbito do município, o GRPE – Programa de Fortalecimento Institucional para a Igualdade de Gênero e Raça, Erradicação da Pobreza e Geração de Emprego, da OIT. O programa é implementado no município em parceria com o Governo Federal, através da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e Secretaria Especial das Mulheres.
Também a Coordenadoria da Mulher do Município e a CONE – Coordenação Especial dos Assuntos da População Negra, integram a Comissão da Diversidade. O Instituto Ethos de Responsabilidade Social e o Instituto Brasileiro de Diversidade (IBD) tiveram participação na elaboração do Pacto, bem como o PNBE – Pensamento Nacional das Bases Empresariais.
Segundo o secretário Gilmar Viana, o objetivo é o combate a todo tipo de discriminação, em especial o de raça e de gênero, estimulando-se o respeito e valorização da diversidade. Para acessá-lo, empresas públicas e privadas, entidades sindicais e organizações do terceiro setor, precisarão apenas assinar o Pacto pela Valorização e Promoção da Diversidade no Trabalho, que contém um conjunto de compromissos a serem assumidos. “Nossa idéia não é criar entraves de qualquer ordem à adesão das empresas, entidades e organizações”, acrescenta o Secretário.
Os dois principais compromissos são a elaboração de um diagnóstico da situação de negros e mulheres no âmbito das empresas e organizações, e de um plano de trabalho para enfrentar as situações de desvantagem. O Decreto a ser assinado pelo prefeito prevê a criação de um Comitê de Gestão, integrado por representantes de todos os setores da sociedade (poder público, empresas, entidades sindicais e organizações do terceiro setor) que terão como objetivo acompanhar todos os passos da implementação do Selo.
As instituições parceiras do Selo poderão usá-lo no seu marketing, servindo também como referência para que as entidades da sociedade civil saibam quais são as empresas que valorizam a diversidade de gênero e raça.
Com a assinatura do decreto pelo prefeito começam os preparativos para o evento de lançamento do Selo, em solenidade pública, na semana de aniversário da cidade, em janeiro.

Da Redacao