Londres – O prefeito de Londres, Ken Livingstone, foi afastado do cargo por um mês por ter comparado um jornalista judeu a um guarda de campo de concentração nazista.
A decisão foi tomada pelo Greater London Authority (Autoridade da Grande Londres), um tribunal disciplinar. A decisão começa valer a partir da próxima quarta-feira, dia 1º de março).
Livingstone foi considerado culpado porque em 08 de fevereiro do ano passado, ao ser abordado pelo repórter Oliver Finegold, do diário “Evening Standard”, à saída de uma festa, ao ser perguntado como havia sido à noite pelo repórter o prefeito respondeu: “O que você fez? Você foi um criminoso de guerra alemão? O repórter, que é judeu, se disse ofendido:” Você pode ser judeu, mas se comporta como um guarda de campo de concentração. Você só faz isso porque está sendo pago “, afirmou.
A Autoridade da Grande Londres considerou o comportamento do prefeito “desnecessário, insensível e ofensivo” ao Código de Conduta.

Da Redacao