O jornalista, que pertence ao núcleo gaúcho da Aliança de Negras e Negros Evangélicos do Brasil e foi assessor de Comunicação da Fundação Palmares, aceitou participar da campanha de Afropress “Mais Preto, no branco da Política” por acreditar que os formadores de opinião, entre os quais se inclui, “precisam sim mostrar a sua cara. Principalmente em um momento tão delicado do pleito político, onde vemos uma total falta de critério e de verdade em relação a afirmações divulgadas a respeitos de candidatos entre si”, afirma.
Oscar diz ter a expectativa de ver na pauta dos governos a serem eleitos nos Estados, políticas que contemplem a comunidade negra brasileira. “Quero ver, em especial, no governo gaúcho, a criação de uma secretaria de Estado que atue em favor da população negra. Uma secretaria com dotação orçamentária e com uma política transversal, a qual reuna consultores e apoiadores. Pois só com qualidade e com capacitação é que se combate as desigualdades”, destaca.
Segundo ele, é preciso que os negros estejam dentro das esferas de governo “mas em um parâmetro de igualdade semelhante as demais secretarias, cujas ações atendem aos mais diversos setores da sociedade”, acrescenta.
Confira quem são os candidatos do jornalista Oscar Henrique Cardoso – Cojira/RS
Presidente: Dilma Rousseff (PT)
Governador: Tarso Genro (PT)
Deputado estadual: Maria Conceição (PT)
Deputado federal: Dionilso Marcon (PT)
Senadores: Paulo Paim (PT) e Abigail Pereira ( PC do B)

Oscar destacou que todos os candidatos em quem votará, com exceção de Dionilso Marcon e Abigail Pereira, são negros. “Marcon tem uma pauta comprometida para com as populações quilombolas e Abigail vem do movimento de mulheres e tem um olhar sensível para com as mulheres negras”, frisou.
O Jornalista também manifestou seu apoio as candidaturas de Netinho de Paula, candidato ao Senado, e Leci Brandão, candidata à Assembléia Legislativa, por S. Paulo. “Fico muito feliz em ver o apoio ao candidato Netinho de Paula, do PC do B que será eleito, se assim se confirmar, o mais novo senador negro de São Paulo e do Brasil. Também considero vitoriosa a eleição da companheira Leci Brandão, também do PC do B, para o Legislativo.”
Ele destacou a importância da reeleição do senador Paulo Paim, ao Senado, no Rio Grande do Sul. “Temos que fazer o dever de casa e reeleger o senador Paulo Paim. Um homem que tem história e caminhada comprometida com a população negra brasileira. Vale dizer que, mesmo que o resultado da aprovação do Estatuto da Igualdade Racial não tenha agradado a todos os
segmentos do Movimento Social Negro, temos sim que manter o Paim no Senado, pois ele, somado ao Netinho, por exemplo, terão a chance de trabalhar para reverter perdas existentes no atual texto, fazendo assim a justiça social que tanto esperamos, como negros e negras comprometidos com a dignidade e a ascensão social e cultural dos afrodescendentes que vivem em todo o território nacional”, conclui.