S. Paulo – Candidatos autodeclarados pretos, pardos e ou indígenas e que tenham cursado o ensino médio em escola pública ou equivalente terão bônus de 20% no Vestibular 2014 da Universidade Virtual do Estado de S. Paulo (UNIVESP). O prazo para inscrições termina na sexta-feira, 16 de maio, e as vagas são para os cursos de Licenciatura em Química, Física, Biologia e Matemática e Engenharia – de Produção e de Computação.

Serão oferecidas 3.300 vagas no total de 1.296 para Engenharias e 2.034 para Licenciaturas em polos distribuídos por 24 cidades do Estado. Todos os cursos são gratuitos e as aulas começam no segundo semestre. As inscrições podem ser feitas no site da UNIVESP http://univesp.br/, ou da Cetro Concursos (www.cetroconcursos.org.br).

Este será o primeiro vestibular da UNIVESP, realizado com oferta de cursos dentro do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) e apoio do Centro Paula Souza. A taxa de inscrição é de R$100,00 (cem reais). No ato da inscrição, o candidato escolherá uma das duas formações (Formação de Professores ou Engenharias) e até dois polos de apoio presencial de sua preferência onde o curso escolhido estiver sendo oferecido.

Para candidatos que não se autodeclarem pretos, partos e indígenas e que cursaram o ensino médio ou equivalente em escola pública no Brasil o bônus é de 15%; candidatos formados há pelos menos 10 anos no Ensino Médio ou equivalente, o bônus é 10% e candidatos que se autodeclarem pretos pardos e ou indígenas, independente de terem ou não cursado escola pública, o bônus é de 5%.

A Universidade Virtual do Estado de São Paulo – UNIVESP – foi criada na forma de um Programa, pelo decreto nº 53.536 de 9 de outubro de 2008, com foco na expansão do ensino superior público, gratuito e de qualidade no Estado de São Paulo, através da ampliação do número e da abrangência geográfica das vagas ofertadas.

Cursos

Os cursos de Engenharia têm duração de 5 anos e serão oferecidos em 18 polos distribuídos em 8 cidades do Estado: Barretos, Diadema, Franca, Jaú, Santos, São José dos Campos, São Paulo e Tarumã.

As Licenciaturas têm duração de 4 anos e serão oferecidas em 32 polos distribuídos em 24 cidades: Araras, Araçatuba, Barretos, Capão Bonito, Cruzeiro, Diadema, Franca, Indaiatuba, Itapetininga, Itu, Jales, Jaú, Jundiaí, Mococa, Mogi Mirim, Osasco, Pindamonhangaba, Santo André, Santos, São Caetano do Sul, São José dos Campos, São José do Rio Preto, São Paulo e Tarumã.

Estrutura e modelo didático-pedagógico

Os cursos da UNIVESP são semipresenciais, ou seja, com atividades desenvolvidas a distância, por meio do ambiente virtual de aprendizagem, e com encontros presenciais para a realização de atividades como práticas laboratoriais e avaliações. Os encontros presenciais dos cursos oferecidos neste vestibular serão realizados quinzenalmente, no polo de apoio em que o aluno estiver matriculado.

Após concluir o 2º ano, o aluno receberá certificação em nível superior em Curso Sequencial de Formação Específica na área de Engenharia ou em Curso Sequencial de Formação Específica para Professores de Ciências Naturais e Matemática. Durante o 3º semestre, o aluno deverá inscrever-se para escolher em qual das Engenharias (Produção ou Computação) ou das Licenciaturas (Química, Física, Biologia ou Matemática) quer dar prosseguimento aos estudos, para obtenção do diploma.

Do ponto de vista didático-pedagógico, os cursos da UNIVESP incorporam três pilares para o desenvolvimento do trabalho acadêmico, que organizados de forma complementar, garantem que os estudantes tenham uma formação ao mesmo tempo sólida, criativa e com foco na inovação pessoal e profissional.

O primeiro pilar é o de transmissão de conhecimentos consolidados nas áreas de conhecimento específicas a que se vinculam os cursos de graduação. O segundo é o de aprendizagem colaborativa e cooperativa, cujo cerne são as metodologias ativas de aprendizagem, que reconhece a importância contemporânea da construção coletiva de conhecimentos, em rede e em equipes multidisciplinares (Aprendizagem Baseada em Problemas e Projetos – PBL). E o terceiro pilar é o do aprender fazendo (learn by doing), que busca romper a dicotomia entre teoria e prática, aproximando os estudantes desde o início de sua formação do mundo profissional real.

O modelo, baseado na pedagogia de projetos e em trabalhos colaborativos em grupo, segue o dos cursos de pós-graduação em Ética, Valores e Cidadania (EVC) na Escola e de Ética, Valores e Saúde (EVCS na Escola, oferecidos pela UNIVESP em parceria com a Universidade de São Paulo (USP).

Para mais informações, acesse: univesp.br/vestibular

 

Da Redacao