S. Vicente/SP – A professora Márcia Ghalyella, 32 anos, foi a vencedora do Concurso Africanidades, promovido pela Boutique de Krioula, loja online criada por Michele Fernandes, do Bairro do Campo Limpo, S. Paulo, preocupada com o resgate do turbante, adereço ligado à cultura negra.

A página no Facebook foi criada há cinco meses, em setembro do ano passado, e o resultado do Concurso em que homens e mulheres poderiam encaminhar fotos com o adereço, foi divulgado logo após o encerramento da segunda fase da promoção, ontem, sexta-feira (1º/02).

Márcia, que mora em S. Vicente e é professora das redes municipais de ensino de Cubatão e Guarujá, na Baixada Santista, disputou com outras 41 concorrentes que enviaram fotos para o concurso com seus respectivos turbantes. Ela receberá o prêmio na próxima semana, porém, destaca que o mais importante é o significado do concurso para o resgate da autoestima negra.

“Não é possível explicar por meio de de palavras a emoção que senti ao receber o telefonema de uma de minhas alunas, dizendo: "tia, nós ganhamos a promoção”. Essa união decorrente de um trabalho realizado em equipe, resulta nessa manifestação de carinho, afetividade, solidariedade – valores humanos para transformar o mundo”, afirmou.

Segundo Márcia, alunos, colegas de trabalho, pais de alunos e familiares se envolveram na promoção e lhe deram os 704 votos necessários para vencer. “A união faz a força. A equipe venceu e podemos concluir que juntos podemos realizar os nossos sonhos”, acrescenta.

A Boutique Krioula, que segundo sua criadora, tem como objetivo "levar aos amantes da cultura afro-brasileira produtos variados, artesanais e étnicos que exaltem a beleza de cada um” aposta no turbante como tendência de moda neste verão. “Sempre usei. Usar turbante não tem contra-indicação”, assinalou Márcia. A segunda colocada foi Bia Eutopia 667 likes na página  e a terceira Fabiana Rosa, com 273 likes.

 

Da Redação