S. Paulo – O dublê de apresentador e humorista Danilo Gentili, já conhecido pela postura discriminatória e anti-negra manifestada em comentários nas redes sociais e nos shows de stand up comedy que promove, voltou a se expressar no Twitter seu viés racista ao se referir a senadora Regina Sousa (PT/PI), de “tia do café”.

Também no seu Twitter, Gentili mais tarde voltou atrás e tentou se justificar: “Zuei a senadora pq ela sequer conseguia se expressar direito”. A assessoria da senadora disse que ela ainda não tomou conhecimento da declaração de Gentilli e que deverá se manifestar.

Reincidente

Em 2014, o comediante ofendeu o empresário Thiago Luis Ribeiro. “Quantas bananas vc quer para deixar essa história prá lá?”, escreveu no tuitter, em resposta a denúncia de Ribeiro sobre seus comentários racistas.

O caso foi parar na Justiça, mas o juiz Marcelo Matias Pereira, da 10ª Vara Criminal da Justiça de S. Paulo entendeu não ter havido “propósito e intenção de ofender a vítima”.

O juiz ainda justificou o comentário discriminatório dizendo que Gentili utilizava o Twitter para divulgar suas piadas e tinha o intuito de fazer rir, mesmo com abordagens agressivas, apesar de concordar que a “brincadeira tinha sido infeliz e inoportuna”. “A piada, ao que tudo indica, se deu pelo fato e a vítima ter se intitulado como “King Kong – gorila – e não pela cor da mesma”, explicou o juiz na sentença.

Da Redacao