Verificamos então agora esta contradição: a Polícia, que constantemente comete ações violentas e repressoras contra o povo, agora volta essas ações contra a sociedade para desestabilizar o Estado e o Governo.
Então agora o Governo começa a se preocupar e até falar em responsabilidade de determinadas ações cometida contra a sociedade, chamando-as de criminosas e atentado ao o Estado de Direito.
Devemos refletir por que o Governo não se posicionou ou foi omisso, quando esse terrorismo só atingia a periferia, os negros e os pobres ou os movimentos sociais.
Todo apoio a valorização dos profissionais de segurança e sua luta por melhores salários, mas a Polícia precisa ser repensada em seu modus operandi , mas isso só vem a tona agora guando atinge os interesses da burguesia e a lógica de gestão do Estado no modelo neo-liberal.
A grande contradição é que é essa mesma estrutura e modelo de segurança que garante no cotidiano o controle social da população oprimida pela lógica da desigualdade social é totalmente ineficaz para de fender a cidadania o combater o crime organizado.
*O título original do artigo é “Reflexões sobre a greve da policia a dominação e controle socio-racial”

Walter Altino